A CASA

Em plena Rota dos vinhos verdes, às portas do Douro Vinhateiro e a um passo do Rio Douro, abrem-se os portões de uma Quinta à qual lhe foi atribuído o nome de Casa Grande de Pinheiro. Pinheiro, o lugar onde fica situada é o ponto mais alto da aldeia o que lhe oferece paisagens deslumbrantes para as serras de Montemuro e Marão, tem histórias de encantar, aromas revigorantes e paladares inebriantes.
Este edifício centenário, feito de história e fiel à sua arquitectura do estilo setecentista, foi em tempos uma casa senhorial que pela sua grandiosidade albergava quem por ali passava. Acabou de ser restaurada mas, os traços tradicionais foram mantidos, tais como os portões, a entrada, a arquitectura original, a adega, entre outros fragmentos do passado.
Constituída por cinco quartos, quatro duplos e um individual, têm nomes diferentes mas com um fio condutor: a simplicidade das coisas boas da vida. Os quartos são decorados com aconchego e bom gosto. Quatro deles com varanda, com vistas radiantes para a montanha que abraça no seu colo o leito do Douro.
O conforto e a atmosfera traduzem a mensagem que se quer perfeita: paz. Sala de pequenos-almoços, Sala de Jantar, Sala de Estar, Salão Nobre, Bar e Sala de Jogos, com as suas portas e janelas para o exterior, trazem sinais de fora, como os pássaros destemidos que esvoaçam este espaço, assim como o perfume floral que deambula por ali.
Esta Casa é um refúgio e um reflexo da tranquilidade. As suas paredes brancas contornadas pela cor do céu, combinam com o verde da paisagem. Uma atmosfera campestre. Um charme rural. Chão em soalho. Tecto de masseira. Bancos rústicos de jardim.
O ambiente típico reveste-se de alma e conta com apontamentos contemporâneos que acompanham as mobílias clássicas antigas existentes.
E é aqui onde dorme o descanso, que repousa também a tecnologia com acesso á Internet e a comodidade de um piso em madeira e ar condicionado. Místico é também o mergulho na piscina e o silêncio do lugar, longe de tudo que nos possa atormentar o espírito.
A Casa Grande de Pinheiro é uma paragem obrigatória para quem pretende esquecer a correria dos dias que roubam a paz das noites. Sinta-se bem com uma hospedagem familiar, acolhido à boa maneira Portuguesa de bem receber, assim como o nosso profissionalismo e atendimento personalizado.

ATIVIDADES

W3layouts Agileits
Passeios Pedestres

O passeio a pé a partir da porta de casa, para além de ser uma boa forma de praticar exercício físico ao alcance de muitos, leva-o a uma ligação directa com a natureza e o meio que a rodeia, podendo conhecer melhor a nossa quinta.

W3layouts Agileits
Bicicletas de Montanha

A Quinta da Casa Grande de Pinheiro dispõe de duas bicicletas de montanha, para poder descobrir novos trajetos de uma forma diferente e natural, podendo assim conhecer as povoações envolventes e o contacto direto com as gentes desta região.

W3layouts Agileits
Caça e Pesca

A poucos quilómetros da nossa Quinta situada no ponto mais central das Serras dominantes, poderá disfrutar destes dois desportos muito naturais e ancestrais.
Baião dispõe de várias zonas de Caça e vários clubes de Caça. A caça ao coelho, á perdiz e as várias montarias ao javali são rituais solenes e de muita tradição em que poderá participar.
Também a rede hidrográfica de Baião é bastante densa, constituída por vários rios e ribeiras. Destacam-se os rios Ovil, Teixeira e Zêzere que drenam directamente no Rio Douro. Nestes afluentes do Douro as trutas são a predominância. Já no Douro poderá pescar percas, barbos, carpas, pimpões, achigãs, enguias e taínhas.

W3layouts Agileits
Cruzeiros no Douro

Venha conhecer uma das magníficas e grandiosas albufeiras do Rio Douro através destes passeios flutuantes na bacia hidrográfica.
Estes Cruzeiros realizam-se a partir do Peso da Régua e que poderão ir até ao Pinhão, Barca D' Alva, com vários programas à sua medida, podendo assim conhecer um pouco das características do Douro Vinhateiro.

W3layouts Agileits
Hipismo

A poucos quilómetros da nossa Quinta, está situado o Centro Hípico de Baião, onde poderá usufruir de aulas de equitação e passeios turísticos a cavalo pelas zonas envolventes, bem como de serviços de hipoterapia.

W3layouts Agileits

A REGIÃO

A natureza e a qualidade de vida constituem valores deste Município. As serras da Aboboreira, do Castelo de Matos, do Marão e os mais de trinta quilómetros de Rio Douro conferem a esta terra um potencial turístico único no País. O Município de Baião apresenta, no âmbito dos seus elementos culturais, algumas das maiores referências ao património natural e cultural.
Exemplos flagrantes são as ANTAS da serra da Aboboreira, a região Dolménica mais conhecida de Portugal e uma das mais conhecidas a nível mundial. Em segundo lugar, no âmbito literário, o escritor Eça de Queirós constitui a maior referência literária no Concelho. Tendo estado por três vezes na Quinta de Vila Nova, em Sta. Cruz do Douro, Baião, este expoente da literatura portuguesa, do século XIX, inspirou-se nas suas gentes, nas suas paisagens, nos usos e costumes locais, tendo escrito, a propósito, uma das suas obras mais conhecidas: «A Cidade e as Serras». Em terceiro lugar, Baião é ímpar pela qualidade da sua gastronomia e dos seus vinhos.
Na gastronomia, refira-se a qualidade das carnes, nomeadamente, o fumeiro e o anho assado;
Simultaneamente teremos de dar especial ênfase para a cestaria e para as famosas bengalas de Gestaçô, da doçaria tradicional, com destaque para o Biscoito da Teixeira, e da música tradicional da região.
Não esquecendo o escritor António Mota, que em 2004 recebeu o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para crianças e jovens, na modalidade livro ilustrado, com o livro "Se eu fosse muito magrinho".

GALERIA

CONTACTOS

W3layouts Agileits

Calçada da Casa Grande, 45 | 4640-589 Valadares – Baião